sua loja especializada em Terapia Respiratória, com mais de 20 anos de experiência!
Central de Atendimento

Fale com um dos
Nossos atendentes!

(11) 5573-9773 Fale com a gente

(11) 97535-1865 Fale com a gente

2° à 5° Feira das 08h às 18h
6º Feira das 08h às 17h

Envie por e-mail

Blog

Oxigenioterapia

Publicado: 14/09/2018

Tratamento com oxigênio garante uma melhor qualidade de vida ao paciente.

A concentração de oxigênio presente no ar ambiente é de 21%, essa quantidade é capaz suprir a necessidade de uma pessoa saudável, porém, para algumas pessoas com doenças que acometem o sistema respiratório, é necessário uma concentração maior de oxigênio para garantir a oxigenação tecidual adequada.

Indicação de O2 domiciliar: Para identificar a necessidade de uso de O2 é necessário a realização de duas gasometrias, exame no qual é coletado sangue arterial, com resultado de saturação de oxigênio abaixo de 88%.

Riscos do uso indevido de O2: O uso de oxigênio sem indicação pode trazer riscos à saúde, tanto quanto um medicamento tomado sem necessidade. Pode ocorrer, por exemplo:

  • Depressão do sistema respiratório
  • Traqueobronquite aguda
  • Danos alveolares

Equipamentos para oferta de O2: A forma mais conhecida é com cilindro de O2, o qual deve ser recarregado periodicamente. Mas existem também os concentradores de O2, equipamentos elétricos que captam o ar ambiente e concentram o O2, podendo chegar a um nível de pureza de aproximadamente 93%.

O concentrador pode ser estacionário, com rodinhas usado constantemente ligado na rede elétrica, ou portátil, que possui bateria interna para ser usado fora de casa.

Interfaces: A oferta de O2 pode ser feita com os seguintes acessórios.

  • Cateter nasal: O mais comum, para fluxos de até 4 LPM.
  • Máscara de O2: Fluxo entre 5 e 10 LPM.
  • Máscara venturi: Concentração de até 50% de O2.
  • Máscara com reservatório: Alto fluxo de 7 - 15 LPM.
Voltar

Cadastre-se e fique por dentro